O que você queria estar fazendo mas o MEDO te impede?

Durante muitos, muitos anos eu tive medo de avião.

Via acidentes horríveis na TV e ficava travado, não queria, por nada nesse mundo, subir num avião quando era criança.

O tempo passa, a idade e alguns medos também. Já adulto eu tive a primeira oportunidade de voar a trabalho. Foi sensacional. 40 minutos de vôo e deu tudo certo. Daí pra frente foi só alegria.

Se eu ainda tivesse medo de voar, certamente teria travado minha carreira e certamente não teria viajado pra outro país e tido a oportunidade de conhecer um dos músicos que mais admiro nessa vida.

Quanta coisa nós não deixamos de fazer pelo MEDO?

[Graças a certos seres (sem noção) internéticos eu preciso escrever esse parágrafo] Obviamente que estamos falando sobre medos mais simples e não medos crônicos.

Quantas pessoas não deixam de tentar uma oportunidade de trabalho nova pois têm medo de não dar conta. Quantos não deixam de subir de cargo porque têm medo da possível responsabilidade.

Quantos não deixam de falar sobre o assunto que gostariam, porque há o medo de se estar sozinho. Tem gente que deixa de falar eu te amo, ou de falar de sua fé. Quem tem medo do risco também não consegue empreender aquele projeto tão legal que queria tirar do papel.

Há quem o medo impeça até mesmo de ser feliz, porque tem medo do ridículo.

Esse aqui é um vídeo MUITO legal em que pessoas do mundo todo contam o que fariam se não fossem seus medos (inclusive tem uma meia-dúzia de brasileiros aí!).

Mas e se o medo não se concretizar?

E se o seu medo, por fim, for apenas uma crença, uma idéia da sua cabeça que, no final das contas, nem realidade se tornará?

Se conseguimos praticar o famoso Mindfullness, a atenção plena ao momento presente, se você testar, de forma planejada, sistêmica, aquela coisa que sempre quis fazer mas nunca fez porque há um MEDO de um TALVEZ…

Talvez testar numa escala menor esse medo? Ao invés de abrir uma empresa, só tentar vender aos finais de semana ou nas horas vagas o produto ou serviço que acho que tanto vale a pena?

Talvez viajar não seja tão ruim assim, talvez você não se perca, talvez as pessoas não sejam péssimas. Que tal viajar pertinho pra começar? Eu viajei 40 minutos de avião pra depois poder viajar horas.

O que você gostaria de fazer ainda hoje se você não tivesse esse tal desse medo?

Lembre-se, de um dos melhores conselhos “motivacionais” que ouvi, vindo do maluco e sábio Gary Vaynerchuck: “você vai morrer”. Um dia vamos mesmo. Estamos vivendo ou só esperando o tempo passar?

 

Não nos limitar à partir dos medos que criamos nos faz sermos melhores.

Fale Comigo!

Oi! Como posso te ajudar?

Not readable? Change text. captcha txt